A quarta reunião técnica da Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR) de 2018 aconteceu no último dia 29, em Ibirama (SC). Com apoio da associada Manoel Marchetti o encontro reuniu cerca de 40 profissionais. As boas vindas foram dadas pelo vice-presidente da ACR, Alex Wellington dos Santos, que fez uma breve apresentação da Manoel Marchetti, que atua nos segmentos de portas de madeira, carretéis e outros. A empresa catarinense, fundada em 1956, hoje tem capacidade para processar mais de 10 mil metros cúbicos de madeira por mês. Atende o mercado nacional e exporta para os cinco continentes.

A pauta do encontro contou com três especialistas, de diferentes áreas. Ailson Loper, engenheiro florestal e gerente executivo da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (Apre), apresentou o projeto cooperativo de pesquisa sobre o macaco-prego em áreas de plantação de pinus. O professor da UFSC e doutor em Biologia Vegetal, Ademir Reis, falou sobre o monitoramento e recuperação de áreas degradadas. O major Aldair Pimentel, da Polícia Ambiental de Santa Catarina, atualizou os participantes com dados referentes ao controle populacional do javali e javaporco, em território catarinense.

Por último, o diretor executivo da ACR, Eng. Mauro Murara Jr., apresentou as principais ações da associação ao longo do ano e deu um breve planejamento para 2019.

Veja mais fotos em: http://www.acr.org.br/imagens.php?id=56

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.