A realização da 5ª Feira da Floresta, pôs em discussão os plantios florestais sob os aspectos da ciência acadêmica, do exercício da profissão da produção e do negócio. Os eventos florestais de Nova Prata ofereceram aos participantes, entre eles, Mauro Murara Junior, Diretor Executivo da ACR, as mais diversas abordagens, ancoradas pela realização da 5ª Feira da Floresta e do 12º Congresso Florestal do Rio Grande do Sul. As discussões iniciaram na segunda-feira (11/05) com o 1º Forum Sulbrasileiro da Engenharia Florestal, evento que debate a defesa do exercício da profissão e mesmo o seu currículo acadêmico. A questão de legislação ambiental também foi tema de apresentação no Ciclo de Palestras para Produtores Rurais. O professor Rafaelo Balbinot do Departamento de Engenharia Florestal da UFSM Campus Frederico Westphalen trouxe casos que demonstram que o novo Código Florestal e a adequação ambiental de propriedades rurais é viável.

João Borges, presidente da AGEFLOR – Associação Gaúcha de Empresas Florestais, entidade que promove a Feira da Floresta, falou que a realização dos eventos simboliza um momento em que o setor florestal busca a arrancada para voltar a crescer. No dia 13/05, o destaque foi a realização do prêmio Mérito Florestal da Ageflor, os agraciados foram a empresa Tanac, a instituição Senar-RS, as personalidades da área pública Ana Pelini (secretária estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) e da área privada Walter Lidio Nunes (Celulose Riograndense).Mauro Murara Junior destacou o crescimento do Congresso, “A participação na Feira é de extrema importância, tão bom quanto, foram os contatos que fizemos com os diversos segmentos do setor florestal”.

(Fonte: Ascom ACR – 12/05/2015).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.