Encerrou hoje (31) em Hannover na Alemanha a Ligna, principal feira da cadeia madeireira do mundo. Digitalização e automação deram o tom em 2019. O presidente Associação Catarinense de Empresas Florestais, Alex Wellington dos Santos e o diretor executivo, Mauro Murara Jr. visitaram a feira.

De acordo com o presidente da ACR, a biomassa teve espaço de destaque, com grandes empresas de máquinas e automação. “A feira é importante para buscarmos conhecimento, atualização, perspectiva de futuro. A comunidade europeia tem apresentando uma liderança no mercado de inovação e tecnologia. É Importante para percebermos como o mundo está se atualizando”, afirmou ele.

Para o diretor executivo, a automação e participação de robôs nos processos chamaram a atenção: “A Indústria 4.0 está muito forte, com a interação da máquina e gestor. Não se espera o final de uma semana ou de um dia para gerar um relatório de resultados. Qualquer ineficiência no processo é identificada no exato momento em que acontece. Existe uma necessidade grande para a especialização de mão-de-obra, pessoas que operem estas tecnologias”, disse Murara Jr.

Murara Jr. também participou de um dia de campo, com colheita de madeira. “O manejo é feito em florestas nativas, que tem a gestão do estado em grande parte do maciço florestal. A condução dessas florestas, com ciclo de 40 a 50 anos, é por regeneração natural, com três espécies principais.”

Veja mais fotos em: http://www.acr.org.br/imagens.php?id=60

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.