O presidente da Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR), Alex Wellington dos Santos e o diretor executivo, Mauro Murara Jr, tiveram reunião em Florianópolis com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon e com o presidente do Instituto do Meio Ambiente (IMA), Daniel Vinicius Neto. O encontro aconteceu na sede do IMA, no fim de maio.

Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável recebeu das mãos do presidente da ACR um exemplar do Anuário Estatístico de Base Florestal para o estado de Santa Catarina. “Reforçamos a importância do nosso setor. Não podemos esquecer o quanto ele impacta positivamente no desenvolvimento de Santa Catarina, em diversos aspectos. Gerando empregos, arrecadando impostos, além de ser fonte renovável de uma matéria-prima que é biodegradável e importante no balanço do carbono”, explicou o presidente da ACR, Alex Wellington dos Santos.

Com o presidente do IMA, a conversa foi sobre a relação do setor de base florestal catarinense com o meio ambiente. “As empresas organizadas do setor florestal catarinense protegem e conservam uma área maior que 550 mil hectares. Temos a legislação ambiental muito bem estruturada e cumprida à risca em nosso estado.” pontuou o diretor executivo da ACR, Mauro Murara Jr.

Os representantes da ACR ainda manifestaram a apreensão do setor com relação à legislação federal. “É importante avaliar as diferentes realidades do nosso país, que é imenso. Em Santa Catarina as árvores colhidas são utilizadas na indústria. É madeira de florestas plantadas. Não há supressão da flora nativa para industrialização”, explica o presidente da ACR.

No fim do mês de maio, duas associadas da ACR receberam licenças do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina. A WestRock obteve Licença Ambiental de Operação para ampliação da unidade de Três Barras/SC. Já a Guararapes, recebeu Licença Ambiental de Instalação para a ampliação da empresa no município de Caçador/SC.

Acompanharam o encontro: o deputado estadual Valdir Cobalchini e o assessor Carlos Kreuz, a procuradora jurídica do IMA, Sheila Maria Martins Orben Meirelles, e Diretor de Regularização Ambiental do IMA, Glaucio Maciel Capelari.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.