A primeira reunião técnica da ACR em 2021 aconteceu na última sexta-feira (19). Em formato online o encontro reuniu mais de 30 profissionais de empresas associadas para acompanhar quatro apresentações.

O programa do dia começou com a palestra do responsável pelo departamento de Pesquisa e Viveiro Florestal, Vinicius Gontijo, do Grupo RB Resinas Brasil. Gontijo falou sobre as possibilidades de renda, além da madeira, para a cultura do pinus. Segundo Gontijo o Pinus elliottii é a espécie mais apropriada para a produção de resina na Região Sul. A matéria-prima é utilizada na produção de ceras, tintas, laquês, sabões, adesivos, isolantes térmicos, corantes, vedantes para madeira, reagentes químicos, cânfora, óleos, desodorantes, inseticidas, materiais de limpeza, goma de mascar, emulsificantes para refrigerantes e outros produtos.

A segunda apresentação foi feita por Guilherme Cortez, consultor da ESG Tech. Cortez falou sobre a Plataforma Sigma, que tem como princípio regras de reciprocidade das informações, com o objetivo de manter a equidade entre o fornecimento e o recebimento de informações. A ferramenta utiliza dados de gestão florestal, planejamento, silvicultura, viveiro, colheita e transporte.

Em seguida, o engenheiro Guilherme Corrêa Stamato falou sobre o uso de madeira de florestas plantadas na construção civil. Stamato apresentou algumas construções expressivas no Brasil e em outros países, feitas com dois sistemas construtivos em madeira: CLT e Wood Frame. Ele lembrou de pontos positivos destes tipos de construção como: velocidade da obra, custos e durabilidade. Segundo Stamato, existe uma tendência muito forte para o crescimento do uso de Wood Frame no Brasil.

O encerramento da reunião técnica foi feito por Claudio Eduardo Ramos, da IMA Gestão Florestal. A empresa, que tem diversas companhias do setor em seu portfólio, oferece tecnologias para gestão e desenvolvimento de negócios florestais. Entre os destaques mostrados por Ramos, está a utilização de imagens aéreas, obtidas em baixa altitude e alta definição para inventários florestais, proteção florestal e avaliação de ativos. A empresa é pioneira com esta prática na silvicultura brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.