Neste 03 de novembro de 2021 a Associação Catarinense de Empresas Florestais está completando 46 anos de fundação. A Associação Catarinense de Reflorestadores (ACR), foi criada em Lages/SC pela união de doze empresas: Agro Florestal Olsen S/A, Comfloresta, Embrasca, Flobasa, Madeireira Brasil Pinho, Olinkraft, Papel e Celulose Catarinense, Reflorestadora Scherer, Reflorsul, Rigesa S/A, Santa Ursula Florestal e Seiva Florestas S/A.

Com o passar dos anos, o nome mudou para Associação Catarinense de Empresas Florestais, mas a sigla, ACR, permaneceu e hoje é reconhecida por representar o setor de florestas plantadas em Santa Catarina entre as mais diversas entidades, públicas e privadas.

A missão: “Liderar as empresas em todo o segmento do setor catarinense de florestas plantadas, elevando a competitividade do setor florestal, fortalecendo, congregando, representando, promovendo e defendendo o setor juntamente com as empresas comprometidas com a sustentabilidade, desenvolvendo competências por meio de cursos, serviços técnicos e inovação”, vem sendo levada à risca pela atual gestão.

“Mesmo com nossas atividades restritas e mobilidade reduzida por causa da pandemia, conseguimos avançar em algumas questões neste último ano”, comenta o diretor executivo da associação, Mauro Murara Júnior. “Promovemos e organizamos treinamentos no formato online sobre Logística Florestal, Pagamentos por Serviços Ambientais, Custos na Atividade Florestal e Modernização da Silvicultura. Criamos dois Grupos de Trabalho, um de comunicação e outro de Saúde e Segurança do Trabalho. Cada GT tem pelo menos um representante de cada empresa associada, e assim discutimos e trazemos informações para temas de interesse comum.”

O engenheiro florestal reforça que a sanidade vegetal, um dos maiores patrimônios das florestas catarinenses, é outro assunto que acompanha a rotina de trabalho da associação. “Também, por causa da pandemia, tivemos dificuldades na logística de distribuição de nematoides para controle e combate à Vespa-da-Madeira, o que já foi normalizado com nosso esforço em conjunto com a Embrapa Florestas”, explica Murara Júnior. “Para o ano que vem, estamos preparando a atualização do Anuário Estatístico de Base Florestal. O documento irá trazer novas informações sobre as florestas plantadas em Santa Catarina e sobre os impactos que nosso setor exerce na economia e na sociedade”, conclui ele.

Para o presidente da associação, Alex Wellington dos Santos, a pandemia aflorou a importância do setor de florestas plantadas. “Nestes últimos tempos, o comportamento mundial foi drasticamente impactado. Tudo isso reforçou a importância que a madeira de florestas plantadas, como matéria-prima, tem para a humanidade. Precisamos de insumos que sejam renováveis, produzidos de maneira sustentável, e nossas florestas fazem parte de uma indústria verde, que sequestra carbono, que protege fauna e flora nativas e que contribui para o equilíbrio ambiental. Quanto mais essencial for a madeira como matéria-prima, maior será a responsabilidade da nossa associação”, explica ele.

De acordo com o levantamento feito pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC-CAV) e contratado pela ACR em 2019, a área total com florestas plantadas no estado é de 828,9 mil hectares. Desta totalidade 553,6 mil hectares (67%) são área com Pinus; e 275,3 mil hectares (cerca de 33%) estão ocupados com Eucalyptus. A média de área protegida ou preservada pelas empresas associadas é de 40%. Isso significa que em Santa Catarina, o setor de base florestal é responsável por manter mais de 550 mil hectares de área nativa.

Associação Catarinense de Reflorestadores – ACR
Fundação: 03 de novembro de 1975.
Primeira Diretoria: presidente, Luiz Carlos Meinert; 1º vice-presidente, Paulo Gilberto Ramos; 2º vice-presidente, Amilcar Scherer; 3º vice-presidente, Jaime Hemkemaier Oening; 4º vice-presidente, Edmundo Gardolinski; 5º vice-presidente, Hildo José Battistella.

Todos os presidentes:
1975 | 1981 – Luiz Carlos Meinert
1981 | 1984 – Orlando Ricardo Carlesso
1984 | 1994 – Marcilio Caron Neto
1994 | 2000 – Djalma Miler Chaves
2000 | 2002 – Marcilio Caron Neto
2002 | 2004 – Sérgio Luiz Bostelmann
2004 | 2006 – Antonio Fukuyoshi Tsunoda
2006 | 2010 – Ulisses Ribas Junior
2010 | 2012 – Epitagoras Rodson Oliveira Costa
2013 | 2016 – José Valmir Calori
2016 | 2019 – Ali Abdul Ayoub
2019 | 2022 – Alex Wellington dos Santos

ATUAL GESTÃO (2019 – 2022)
PRESIDENTE – ALEX WELINGTON DOS SANTOS (engenheiro florestal)
VICE-PRESIDENTE – ALESSANDRO CÓRDOVA (economista)
PRIMEIRO SECRETÁRIO – AFONSO MEHL JUNIOR (engenheiro florestal)
SEGUNDO SECRETÁRIO – GERSON LEICK (engenheiro florestal)
PRIMEIRO TESOUREIRO – ALESSANDRO CÓRDOVA (economista)
SEGUNDO TESOUREIRO – EDUARDO GARCIA (engenheiro florestal)
DIRETOR EXECUTIVO – MAURO ITAMAR MURARA JUNIOR (engenheiro florestal)
DIRETOR DE RELAÇÕES PÚBLICAS – JULIANA KAMMER (engenheiro florestal)
DIRETOR PARA ASSUNTOS ENERGÉTICOS – DENIS BAIALUNA (engenheiro florestal)
DIRETOR P/ASSUNTOS DE PROCES. MECÂNICO – SERGIO BOSTELMANN (engenheiro florestal)
DIRETOR P/ASSUNTOS DE PAPEL E CELULOSE – JOSÉ VALMIR CALORI (engenheiro florestal)
DIRETOR JURÍDICO – MÁRCIO BONA (advogado)
DIRETOR ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE – JOSÉ MARIO FERREIRA (engenheiro florestal)
DIRETOR DOS SÓCIOS PROFISSIONAIS LIBERAIS – LUIS AUGUSTO PADILHA (engenheiro florestal)
DIRETOR DOS SÓCIOS INSTITUCIONAIS – HEUZER GUIMARÃES (engenheiro florestal)
1º TITULAR DO CONSELHO FISCAL – ROLF FELIX JENICHEN GIESELER (engenheiro florestal)
2º TITULAR DO CONSELHO FISCAL – VLADEMIR MARTELLO (engenheiro florestal)
3º TITULAR DO CONSELHO FISCAL – CARLOS FRAÇA (engenheiro florestal)
1º SUPLENTE DO CONSELHO FISCAL – NEY OLIVO ARALDI (engenheiro florestal)
2º SUPLENTE DO CONSELHO FISCAL – ULISSES RIBAS JUNIOR (engenheiro florestal)
3º SUPLENTE DO CONSELHO FISCAL – RENATO TEIXEIRA LIMA (engenheiro florestal)

EQUIPE DE APOIO
BRUNO B. FERREIRA – GERENTE TÉCNICO
JULIS O. FELIPE – CONSULTOR JURÍDICO
ULISSES R. A. DE ANDRADE – CONSULTOR FLORESTAL
DAVI ETELVINO – CONSULTOR DE COMUNICAÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.