A equipe da associada Komatsu Forest já está trabalhando em uma nova e moderna estrutura. A empresa construiu, no distrito industrial de Pinhas (PR), a menos de 1 km de distância das antigas instalações, uma estrutura de 2.129 metros quadrados. No espaço trabalham atualmente 119 funcionários. “Agora temos uma sede com a cara da Komatsu”, disse Edson Leonardo Martini, diretor executivo do segmento. De acordo com ele, a nova sede faz parte de uma reestruturação da Komatsu Forest, junto com a renovação da equipe de marketing e vendas e a inclusão de novos produtos no mercado brasileiro.

Entre as estratégias da empresa está aumentar a participação no mercado florestal, com equipamentos para o sistema de colheita Full Tree (árvores inteiras). Até então a Komatsu vinha atuando fortemente no sistema Cut-to-Lenght, que transforma a árvore em toras. O gerente de marketing e vendas, Felipe Schroeder Vieira, lembrou que desde 2011 a Komatsu Forest vem crescendo, em média, 15% ao ano no Brasil. Outra novidade, que está ajudando no desenvolvimento e autonomia da empresa no mercado nacional, foi a implantação de um centro técnico próprio. “Uma nova estrutura de engenharia foi criada pela Komatsu no Brasil em novembro de 2018”. O Technical Center Brasil desenvolve projetos para a realidade brasileira, de acordo com as necessidades e desafios que o setor encontra no país.

Ainda como parte do programa de expansão, a Komatsu terá novas estruturas em Três Lagoas (MS) e Butiá (RS). E, até 2020, os estados de Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais terão novas filiais da empresa. O gerente da Komatsu Forest lembrou que um dos focos atuais está na mecanização da silvicultura. Para isso a empresa deve disponibilizar para o mercado, até o final do ano, um equipamento para plantar mudas. O protótipo vem realizando testes com sucesso em algumas empresas pelo Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.