O dia do engenheiro florestal é comemorado em 12 de julho, dia de São João Gualberto. O santo é considerando o padroeiro dos profissionais florestais.

No século XI, São João Gualberto fundou no vale de Vallombrosa (Itália) um centro de estudos e aprendizagem. Lá dedicou sua vida à religião, agricultura e silvicultura.

Historiadores contam que foi São João Gualberto que iniciou o cultivo racional dos bosques de Vallombrosa e apontam os Valombrosanos como precursores da lei agrária; pois eles iniciaram a divisão da propriedade, criaram a burguesia rural, e deram poderoso impulso ao melhoramento das condições sociais do povo. E, ainda hoje, nos montes que rodeiam o Mosteiro de Vallombrosa, onde São João Gualberto começou os primeiros trabalhos de silvicultura, contemplam-se copadas árvores que fazem à admiração dos estrangeiros e tornam Vallombrosa um dos mais deliciosos lugares europeus de veraneio.

O santo é considerado precursor sobre o aproveitamento racional da floresta, sua proteção e preservação. Um de seus lemas é: “Conservar e saber usar”.

Sobre São João Gualberto
João Gualberto foi um italiano, que presenciou uma grande tragédia familiar. Seu único irmão fora assassinado. E naquela época as famílias poderosas e ricas deveriam vingar-se dos assassinos de seus entes. Todos os dias João saia à procura do assassino, e foi numa sexta-feira santa, que encontrou o inimigo. O qual arrependido do seu ato implorava por seu perdão. E tomado de compaixão João Gualberto o perdoa. E para agradecer a Deus por ter perdoado aquele assassino, João entra na Basílica da São Miniato e quando de joelhos ele nota que o crucifixo o qual agradecia, destaca-se da parede da basílica inclinando para-si e naquele instante, ele ouve em seu intimo um chamado “Vem e segue-me”, assim ele segue a vida religiosa como monge na Abadia de São Miniato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.