Em Corupá (SC) fica uma das mais belas áreas naturais do estado de Santa Catarina com estrutura para visitação. A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Emílio Battistella, mais conhecida como Rota das Cachoeiras, recebeu na última semana uma reunião da Câmara Técnica de Educação Ambiental do Consema (Conselho Estadual do Meio Ambiente).
De acordo com a educadora ambiental, Francieli Bronstrup, que atua em escolas do município, o lugar é perfeito para proporcionar a jovens estudantes uma vivência rica em conhecimento ambiental. “Fazemos visitas com turmas de alunos e o resultado está sendo muito positivo,” conta ela.
A reunião da câmara também contou com um espaço destinado à legislação ambiental. O advogado e especialista no assunto, Julis Orácio Felipe, explicou como funcionam as leis em seus diversos âmbitos: federal, estadual e municipal, além da aplicabilidade delas quando conflitantes.

Rota das Cachoeiras
A Reserva Natural do Patrimônio Particular (RPPN) está dentro de uma propriedade da Mobasa Reflorestamento S/A, empresa que faz parte da Associação Catarinense de Empresas Florestas (ACR). O engenheiro florestal e um dos responsável pela administração da RPPN, Marmonn Nadolny explica que a empresa vem investindo muito em segurança. “A sinalização foi reforçada e temos a manutenção constante da trilha e das passarelas. Nossa intenção é que os visitantes tenham uma experiência segura junto à natureza.” Segundo ele, um dos diferencias desta RPPN é a variação altitudinal, ao longo dos 2.900 metros de trilha. “Saímos dos 250 metros e vamos até os 850 metros, que é onde fica a maior cachoeira”, conta ele. A diversidade dos recursos naturais é grande em uma área relativamente pequena. Ao todo, a RPPN tem 1.153,66 hectares dentro da Mata Atlântica.
O diretor executivo da Associação de Preservação e Ecoturismo Rota das Cachoeiras (APERC), Reinaldo Langa, conta que ano passado 25.124 pessoas visitaram a Rota das Cachoeiras. “A expectativa para este ano é fechar com aproximadamente 30 mil visitantes.” A trilha é autoguiada e o parque funciona nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, das 7h30 às 18h30, com saídas para a trilha até 15h. Nos outros meses do ano o horário de fechamento é as 17h30 e as saídas são permitidas até 14h.

Veja mais fotos em: http://www.acr.org.br/imagens.php?id=43

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.