Em 06 de outubro acontece a primeira live dos Comitês de Gerenciamento de Bacias Hidrográficas do Planalto Catarinense, com apoio da Associação de Proteção das Águas do Planalto de Santa Catarina (APASC). Com o tema “Crise Hídrica – Recursos Hídricos em diversos cenários”, a intenção é discutir sobre a disponibilidade de água, a partir de diversas atividades, como agricultura, florestas plantadas e nativas e pequenas centrais hidrelétricas (PCH’s).

O encontro abordará como cada frente utiliza e necessita do recurso e como equilibrar os diversos usos. Segundo a presidente do Comitê Canoinhas e Afluentes do Rio Negro, Mariane Murakami, muitos acreditam que ações florestais ou de agricultura diminuem a disponibilidade dos recursos hídricos, podendo até causar secas. Porém, um dos objetivos do encontro é desmistificar tais pensamentos. “A princípio pode-se ter uma diminuição da água, mas com o tempo ela volta e a qualidade dela é superior. A ideia é demonstrar que o uso sustentável dos recursos hídricos é possível, seguindo as técnicas corretas e o melhor aproveitamento das culturas”, observa Mariane, também mediadora do debate.

A temática vem à tona após a estiagem que atingiu o estado de Santa Catarina no primeiro semestre de 2020 e causou complicações no abastecimento de água em diversos municípios. “O encontro visa o diálogo. Cada facilitador trará informações acerca da utilização da água na sua área de atuação, enriquecendo a discussão até para pensar em estratégias de enfrentamento para as futuras crises hídricas”, ressalta a consultora técnica da APASC, Fernanda Haiduk.

De acordo com o presidente do Comitê Timbó, Clésio Leonel Hossa, regiões como a da bacia gerenciada pelo colegiado ainda estão sofrendo com a escassez, o que evidencia a importância das discussões. “A expectativa é a manifestação dos representantes de diversos setores, como eles têm enfrentado o problema e como atuam para mitigar os prejuízos causados pela escassez, além de ouvir sugestões de como o comitê pode atuar nesse sentido”.

O evento é organizado pela APASC, juntamente com o Comitê Canoinhas e Afluentes do Rio Negro, Comitê Timbó – ambos da região do Planalto Norte – e Comitê Canoas-Pelotas – referente às bacias hidrográficas da região da Serra Catarinense. Além do debate, na live o programa “Planorte Água e Solo” apresentará um novo banner e atualizará as ações futuras. O projeto, criado em 2012 por entidades do Planalto Norte do estado, objetiva a promoção de ações para o uso racional da água e do solo na região.

O evento inicia pontualmente às 9h, no perfil do Facebook do Comitê Canoinhas e Afluentes do Rio Negro (https://www.facebook.com/profile.php?id=100011394083548).

Programação e Palestrantes:

9h – Abertura;
9h10 – Lançamento do novo banner do Planorte Água e Solo e atualização do Programa;
9h30 – Dúvidas e discussões sobre Planorte;
9h45 – Início do Painel:
– Donato João Noernberg (EPAGRI / Secretário Executivo do CBH Canoinhas e Afluentes do Rio Negro) – Disponibilidade Hídrica e Agricultura;
– Mauro Murara Junior (Associação Catarinense de Empresas Florestais – ACR) – Disponibilidade Hídrica e Florestas Plantadas);
– Leandro da Rosa Casanova (APREMAVI) – Disponibilidade Hídrica e Florestas Nativas;
– Marcos Rodrigo De Marco (Impacto Assessoria Ambiental) / Inácio Faerber (Faerber Geração S.A e Vice presidente do CBH Timbó)  – Disponibilidade Hídrica e PCH’s.
10h45 – Debate;
11h15 – Encerramento.

Com informações do Comitê de Gerenciamento Bacia Hidrográfica do Rio Canoinhas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.