Empresários, pesquisadores e poder público estão reunidos no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, em Cuiabá (MT) para discutir políticas de fomento e soluções de mercado para o setor de floresta plantada. É o 11º Encontro de Reflorestamento do Estado de Mato Grosso – Florestar 2015, realizado pela Associação dos Reflorestadores de Mato Grosso (Arefloresta), que começou ontem e termina hoje.

O primeiro painel apresentado tratou sobre “Politicas públicas de desenvolvimento florestal”. Para Fausto Takizawa, presidente da Arefloresta, o setor vivencia um momento de crescimento e é necessário pensar em metodologias para aumentar a produtividade das florestas. “O governo possui um papel importante não só de incentivo para o negócio florestal, mas também de controlar o uso de madeiras ilegal. A presença das instituições governamentais no evento é primordial para discutir soluções para fomento do setor”, disse ele.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Seneri Paludo, acredita que é fundamental consolidar conceitos de incentivo para os polos da indústria. “É essencial estimular os setores da indústria, comércio e serviços para fortalecer o apoio à organização da Arefloresta e comercialização da produção de madeira em Mato Grosso”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.