O Instituto de Pesquisas Florestais (IPEF), entidade associada à ACR, promoveu o encontro “Diálogos sobre silvicultura do carbono”. O evento ocorreu ontem (26) e hoje (27), no departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP, em Piracicaba/SP. Exclusivo para profissionais das empresas associadas ao IPEF, professores colaboradores formais em projetos do IPEF e pesquisadores do IPEF, teve a participação da ACR, representada pelo diretor-executivo da associação, o engenheiro florestal Mauro Murara Jr.
Os diálogos tiveram coordenação do professor José Otávio Brito, e além das palestras, houve reuniões de grupos de trabalho visando a identificação, análise e descrição das principais oportunidades e desafios do tema em questão.
Participaram vários pesquisadores de diversas regiões e instituições do Brasil, apresentando resultados de pesquisas, principalmente na questão de armazenamento de carbono. “As métricas para determinação de sequestro e estocagem de carbono já estão muito bem estabelecidas”, conta o diretor executivo da ACR. “Os próximos passos devem focar nas relações interinstitucionais, regramento e políticas públicas para créditos de carbono. A União Europeia já iniciou processos para taxação e restrições a produtos que durante sua industrialização tenham alta emissão de carbono. E o Brasil, por ser uma grande fronteira do agronegócio, na qual a silvicultura tem importante parcela, tem uma grande oportunidade pela frente”, conclui o representante da ACR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.